Declaração Imposto de Renda 2019

Declaração Imposto de Renda 2019

Declaração Imposto de Renda 2019 – Como de costume anualmente os contribuintes elegíveis a declaração do imposto de renda, devem ficar atento aos prazos para entregar o documento, quem recebe anualmente mais de R$ 28.123,91 terá que realizar a sua declaração Imposto de Renda 2019.

Declaração Imposto de Renda 2019
Declaração Imposto de Renda 2019

Quem deve declarar?

Quem deve declarar o imposto de renda 2019Nem todos os trabalhadores declaram o imposto de renda, confira os requisitos a seguir:

  1. Quem recebeu rendimentos tributáveis durante o ano de 2018 superiores a R$ 28.559,70;
  2. Quem recebeu rendimentos não-tributáveis durante o ano de 2018 superiores a R$ 40.000,00;
  3. Contribuintes que, em qualquer momento do ano passado, passaram à condição de residentes no Brasil;
  4. Quem realizou operações de compra ou venda de capitais, ações na bolsa ou mercados futuros, ou ainda quem teve ganho de capital sobre alienação de bens e direitos sujeitos à incidência de imposto de renda.
  5. Quem recebeu o valor maior do que R$ 140.619,55 exercendo atividade rural.
  6. Compra ou venda de imóvel no prazo de 180 dias utilizando a isenção.

Consulta Declaração do Imposto de Renda

Depois de feita a sua declaração do IRPF e entregue dentro do prazo, você pode acompanhar a mesma através do site oficial da Receita Federal, dessa forma, você consegue acompanhar se tem direito a restituição do imposto de renda.

Para realizar a consulta Imposto de Renda basta seguir o passo a passo a seguir:

  • Acesse o portal oficial através do www.receita.fazenda.gov.br;
  • Preencha o seu CPF;
  • Em seguida escolha o período da restituição;
  • Informe a sua data de nascimento.
  • Digite o código da imagem que aparece na tela.
  • Em seguida, clique em consultar.

Pronto! Seguindo o passo a passo acima, em poucos minutos você terá acesso a sua declaração.

Agora ser quiser consultar a sua declaração do imposto de renda, acesse também o portal oficial da Receita Federal através do www.receita.fazenda.gov.br;

Logo na guia lateral, clique na opção tributos, em seguida pessoa física, na página seguinte basta consultar os dados sobre o IRPF 2019.


Declaração do Imposto de Renda Isento

Para solicitar a isenção do IRPF 2019 é preciso se enquadrar em alguns requisitos, veja algumas situações que pode ser solicitado a isenção:

  1. Pessoas com enfermidades, ou seja, doenças listadas no site oficial da Receita Federal.
  2. Pessoas portadoras de necessidades especiais.

Imposto de Renda

A declaração de isenção é feita pelo o próprio contribuinte de maneira escrita e assinada pelo o próprio interessado (a).

Caso queira mais informações sobre a isenção consulte www.receita.fazenda.gov.br.


Como fazer a declaração do Imposto de Renda 2019

A declaração do imposto de renda poderá ser realizada de 3 maneira diferentes: pelo programa IRPF 2019, disponibilizado pela Receita, pelo aplicativo IRPF da Receita Federal, ou ainda pela internet pelo Portal e-CAC.

Confira abaixo como realizar a declaração pelo computador:

  1. Baixe e aplicativo IRPF em seu PC. O programa está disponível para os principais sistemas operacionais, e seu download é gratuito;

    Como fazer a declaração Imposto de Renda 2019
    Como fazer a declaração Imposto de Renda 2019
  2. Instale o aplicativo em seu computador. Basta acessar a pasta de downloads de seu navegador e abrir o programa. Durante a instalação, basta clicar em “avançar” e em seguida em “concluir”. Ao final, será instalado um ícone na sua área de trabalho para acessar o aplicativo;

    Instalar aplicativo Imposto de Renda 2019
    Instalar aplicativo Imposto de Renda 2019
  3. Acesse o Aplicativo e clique em “Criar nova declaração” na tela inicial. Selecione a opção Declaração de Ajuste Anual. Será necessário informar seu CPF e dados básicos de identificação para iniciar o processo;

    Baixar Programa Imposto de Renda
    Baixar Programa Imposto de Renda
  4. Para preencher a declaração, basta se guiar pela barra lateral esquerda, de acordo com o tipo de rendimento ou bem a declarar.

Confira como realizar a consulta da Tabela Imposto de renda 2019, das alíquotas de contribuição do IRPF.


Cronograma Declaração Imposto de Renda 2019

As restituições serão efetuadas de acordo com o cronograma divulgado no site oficial da Receita Federal, os pagamentos referentes a restituição do IR serão feito em 7 lotes, sendo o primeiro efetuado em junho é o último em dezembro.

Confira o cronograma do IR 2019:

  • 1º lote do IR – 16 de junho de 2019.
  • 2º lote do IR – 17 de julho de 2019.
  • 3º lote do IR – 15 de agosto de 2019.
  • 4º lote do IR – 15 de setembro de 2019.
  • 5º lote do IR – 16 de outubro de 2019.
  • 6º lote do IR – 16 de novembro de 2019.
  • 7º lote do IR – 15 de dezembro de 2019.

É importante efetuar a sua declaração dentro do prazo para que se receba a sua restituição logo nos primeiros lotes, vale ressaltar também que sonegar imposto é crime sujeito a multa e prisão de 02 anos sob regime fechado.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Imposto de Renda 2019: Quem Deve Declarar

Quem Deve Declarar Imposto de Renda

Imposto de Renda 2019: Quem deve Declarar? – A cada ano o cidadão brasileiro é obrigado a cumprir com as suas obrigações fiscais, sob a pena de sofrer cortes em alguns serviços. Mas será que todo mundo deve pagar os tributos, e quanto ao IRPF, quem deve declarar Imposto de Renda?

Não deixe de conferir as próximas linhas de texto deste post, e saiba quem deve declarar, como declarar e conheça a tabela do Imposto de renda 2019.

IRPF 2019 - Quem Deve Declarar Imposto de Renda
IRPF 2019 – Quem Deve Declarar Imposto de Renda

Quem Deve Declarar Imposto de Renda

Figurando na lista das contribuições tributárias mais importantes que o cidadão brasileiro tem de cumprir com o pagamento, o IRPF 2019 é um valor que é saldado anualmente com cobrança feita diretamente no rendimento do trabalhador.

Quem Deve Declarar Imposto de Renda
Quem Deve Declarar Imposto de Renda

Mas será que ele vale para todo o cidadão brasileiro? – Não, existem regras que dizem quem e quem não deve declarar este tributo, sendo quem deve declarar o Imposto de Renda:

  • Todo trabalhador brasileiro que prestou serviços e recebeu um rendimento suscetível a tributação superior aos R$ 28.559,70;
  • Todo contribuinte brasileiro que recebeu no ano antecedente ao presente um rendimento superior aos R$ 40 mil, não suscetível a tributação ou que seja tributável somente na fonte;
  • As pessoas físicas que tenham usufruído de ganhos na alienação de bens ou direitos, sujeitos a cobrança do imposto, ou que tenham feito transações nas bolsas de valores, de mercadorias, de futuro e assemelhadas;
  • Quem obteve no ano passado, em atividade rural, um rendimento superior aos R$ 142.798,50;
  • Todo cidadão que se mudou para o Brasil no ano passado e passou para condição de residente no país;
  • Quem contar com bens ou direitos que contabilizem um valor superior aos R$ 300 mil, incluído a terra nua;
  • Todo brasileiro que tenha optado pelo não pagamento do imposto sobre a renda proveniente dos ganhos de capital obtido pela venda de imóveis residenciais, cujo valor proveniente da venda seja destinado a compra de outros imóveis residenciais no território brasileiro.

Quem não precisa declarar o imposto de renda

Apesar do Importo de Renda abranger um grande número de brasileiros, também existe quem não precisa declarar o imposto de renda.

Sendo que para estar inseto do pagamento deste tributo é necessário cumprir com as seguintes condições:

  • Ter rendimento oriundo exclusivamente da aposentadoria, pensão ou reforma;
  • Contar com uma renda mensal que não seja superior aos R$ 1.999,18;
  • Ser pessoa física que possui bens e direitos valendo mais de R$ 300 mil, onde uma parcela do património é do companheiro ou cônjuge com o qual possui um relacionamento em regime parcial de bens;
  • Ser cidadão brasileiro com uma das seguintes doenças:
  1. AIDS;
  2. Alienação Mental;
  3. Cardiopatia Grave;
  4. Cegueira;
  5. Contaminação por Radiação;
  6. Doença de Paget em estados avançados (Osteíte Deformante);
  7. Doença de Parkinson;
  8. Esclerose Múltipla;
  9. Espondiloartrose Anquilosante;
  10. Fibrose Cística (Mucoviscidose);
  11. Hanseníase;
  12. Nefropatia Grave;
  13. Hepatopatia Grave;
  14. Neoplasia Maligna;
  15. Paralisia Irreversível e Incapacitante;
  16. Tuberculose Ativa.

Tabela Imposto de Renda 2019

Para fazer o cálculo do Imposto de Renda que cada trabalhador deve pagar, é preciso ter em conta a base de cálculo e as alíquotas estabelecidas na Tabela do Imposto 2019.

Liberada anualmente, esta tabela é divulgada pelo Governo Federal, sendo que para este ano a Tabela do Importo de Renda 2019 é a seguinte:

Base de Cálculo Alíquota Parcela que deve ser deduzida do IRPF
Até R$ 22.847,76 Isento
Dos R$ 22.847,77 Até 33.919,80 7,5% R$ 1.713,58
Dos 33.919,81 Até 45.012,60 15% R$ 4.257,57
Dos R$ 45.012,61 Até 55.976,16 22,5% R$ 7.633,51
Dos R$ 55.976,16 em diante 27,5%

R$ 10.432,32


Como Declarar Imposto de Renda

O processo de declaração do Imposto de Renda é bastante simples, basta usar o Programa IRPF disponibilizado pela Receita Federal para esse efeito. Confira o passo a passo de como declarar já a seguir:

  1. Baixe o programa IRPF correspondente a versão do seu sistema operacional clicando Aqui;
  2. Instale o programa e depois abra-o para começar a fazer a declaração;
  3. Com o programa aberto, entre com todas as informações requeridas, verificando sempre se os dados inseridos estão corretos;
  4. Feito isso, clique na opção “Declaração” e depois em “Gravar Declaração Para Entrega À RFB”;
  5. Finalize escolhendo a declaração que deve ser gravada e clique em “Ok”. Depois clique em “Sim” para concluir o envio da sua declaração do Imposto de Renda.

 

Como declarar o Imposto de Renda
Como declarar o Imposto de Renda
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Isenção Imposto de Renda 2019

Isenção Imposto de Renda 2019 – O Imposto de Renda é um dos tributos mais importantes que a Receita Federal cobra todos os anos dos brasileiros. O Imposto de Renda Pessoa Física ou somente IRPF é obrigatório, uma vez que um dos seus principais objetivos é o de fazer a arrecadação de valores, cujo montante deverá ser revertido em melhorias sociais como, por exemplo, em obras de infraestrutura e até o pagamento de benefícios sociais a milhares de brasileiros assistidos pelo Governo Federal. Veja ao decorrer do texto sobre a Isenção Imposto de Renda 2019.

É por isso que o cidadão que se enquadra nos requisitos da tributação não deve deixar de realizar a sua declaração corretamente, caso o contrário poderá se deparar com diversos problemas. Contudo, é importante que todos os cidadãos saibam como funciona o IR, pois existe uma parcela da população que tem direito a isenção do tributo.

Isenção Imposto de Renda 2019
Isenção Imposto de Renda 2019

Isenção Imposto de Renda 2019

A cada início de ano, milhares de brasileiros ficam preocupados com as regras do IR, principalmente sobre o que diz respeito a definição de quem deve obrigatoriamente fazer a declaração.

Se você é uma dessas pessoas que possui dúvidas a respeito do assunto, pode ficar tranquilo que irei te auxiliar neste artigo. Para isso é importante ficar atento as regras e atualizações da Receita Federal, a qual divulga anualmente um calendário voltado para o Imposto de Renda 2019 com um cronograma detalhado para auxiliar os contribuintes a fazerem a sua declaração dentro do prazo.

Isenção Imposto de Renda 2019
Isenção Imposto de Renda 2019

A expectativa da Receita Federal é que neste ano cerca de 40 milhões de contribuintes façam a sua declaração do IR 2019. Sendo assim, é bom providenciar o quanto antes todos os comprovantes e demais documentações para enviar e evitar qualquer tipo de imprevisto. Veja a seguir quais são os requisitos estipulados para a declaração do Imposto de Renda 2019.


Requisitos

Basicamente, os brasileiros que são obrigados a declararem o IR 2019, são os que se enquadram nos requisitos listados abaixo:

  • Aqueles que em 2017 receberam como rendimentos tributáveis a renda mensal superior a R$ 1.903,98;
  • Aqueles que obtiveram rendimentos não-tributáveis com valores superiores a R$ 40.000,00;
  • Trabalhadores rurais que tiveram rendimento anual bruto superior a R$ 128.308,50;
  • Aqueles que realizaram investimentos na Bolsa de Valores independentemente do valor;
  • Proprietários de imóveis ou terrenos com valor acima de R$ 300 mil;
  • Aqueles que optaram pela isenção do IR sobre o valor referente a venda de imóveis que foi utilizado para a compra de outro dentro do prazo de 180 dias em qualquer parte do país.

Isenção por Idade

Os brasileiros que possuem idade igual ou superior a 65 anos e que sobrevivem exclusivamente do seu benefício são isentos do Imposto de Renda 2019, conforme a lei 7.713 de 1988.


Isenção por doenças crônicas

De acordo com a Receita Federal, os brasileiros que contam com a isenção da tributação são aqueles portadores das seguintes doenças crônicas:

  1. AIDS;
  2. Alienação Mental;
  3. Cardiopatia Grave;
  4. Cegueira (inclusive monocular);
  5. Contaminação por Radiação;
  6. Doença de Parkinson;
  7. Doença de Paget em estados avançados ( ou Osteíte Deformante);
  8. Esclerose Múltipla;
  9. Espondiloartrose Anquilosante;
  10. Fibrose Cística ( ou Mucoviscidose);
  11. Hanseníase;
  12. Nefropatia Grave;
  13. Hepatopatia Grave;
  14. Neoplasia Maligna;
  15. Paralisia Irreversível e Incapacitante;
  16. Tuberculose Ativa.

Alíquotas Imposto de Renda 2019

AlíquotasComo se espera, todos os anos, a tabela das alíquotas do Imposto de Renda sofre um reajuste. Elas incidem sobre o valor total dos rendimentos que cada contribuinte recebe. Para este ano, quem ganha até R$ 1.903,98 ficará isento, mas quem ganha valor superior precisará fazer a declaração, cuja incidência é a seguinte:

  • Quem recebe até R$ 1.903,98 – fica isento;
  • Quem recebe entre R$ 1.903,99 e R$ 2.826,65 – alíquota é de 7,5%;
  • Quem recebe entre R$ 2.826,66 e R$ 3.751,05 – alíquota é de 15%;
  • Quem recebe entre R$ 3.751,06 e R$ 4.664,68 – alíquota é de 22,5%;
  • Quem recebe acima de R$ 4.664,69 – alíquota é de 27,5%.

Como solicitar Isenção Imposto de Renda 2019

Para solicitar a isenção do IR 2019 você deverá fazer o seguinte:

  • Clique neste link (planejamento.gov.br)
  • Faça o download do Requerimento de Isenção (escolha a versão: doc ou pdf);
  • Preencha o documento;
  • Anexe os documentos necessários (comprovantes e cópias);
  • Assine o requerimento;
  • Envie o documento a Receita Federal.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Cálculo Imposto de Renda 2019

Cálculo Imposto de Renda 2019

Cálculo Imposto de Renda 2019 – Agora que o Carnaval acabou e definitivamente 2019 começou é hora de se preocupar com alguns assuntos importantes como é o caso da Declaração do Imposto de Renda que é um tributo obrigatório e que não pode ser desconsiderado e também do Cálculo Imposto de Renda 2019.

O Imposto de Renda é uma das tributações que mais gera dúvidas nos brasileiros devido a sua burocracia e detalhes. Contudo, hoje é possível preparar um rascunho da sua declaração que facilita a lembrança e organização de todos os dados necessários.

Mas se ainda assim você sente dificuldade em fazer o preenchimento da declaração não deve se preocupar, pois esse artigo foi criado com o intuito de te ajudar. Então, continue comigo pelos próximos parágrafos!

Cálculo Imposto de Renda 2019
Cálculo Imposto de Renda 2019

Quem deve declarar Imposto de Renda 2019?

Quem tem direitoO primeiro ponto a se considerar sobre o Imposto de Renda 2019 é saber quem é obrigado a fazer a declaração da tributação. Vale lembrar que nem todos os cidadãos precisam cumprir com esta tarefa, pois quem precisa são aqueles que se enquadram nos seguintes casos:

  • Cidadãos que obtiveram como rendimento em 2017 o valor total igual ou superior a quantia de R$ 28.123,91 ou o equivalente mensal de R$ 1.999,18;
  • Cidadãos que tiveram rendimentos não tributáveis de valor igual ou superior a quantia de R$ 40.000,00 durante o ano de 2017;
  • Trabalhadores rurais que obtiveram como rendimento de suas atividades o valor igual ou superior a R$ 140.619,55 durante o ano de 2017;
  • Cidadãos que possuem terrenos e bens avaliados em R$ 300.000,00 ou mais;
  • Cidadãos que tiveram ganhos referentes a transferência de bens ou que tenham efetuado operações na Bolsa de Valores;
  • Estrangeiros que passaram a morar em território brasileiro independente do mês de 2017;
  • Contribuintes que decidiram pela opção de isenção de imposto de renda sob o ganho da venda de imóveis com o intuito de aplicar o valor recebido na aquisição de outra propriedade.

Por outro lado, há uma parcela da sociedade que não precisa fazer a declaração do Imposto de Renda 2019. São eles:

  • Cidadãos que recebem algum tipo de benefício social como, por exemplo, pensão, aposentaria ou reforma;
  • Pessoas que possuem bens com valor máximo de R$ 300 mil;
  • Trabalhadores que receberam como renda mensal o valor inferior a R$ 1.999,18 no ano de 2017;
  • Pessoas portadoras de doenças graves como, por exemplo, tuberculose ativa, AIDS ou algum tipo de contaminação provocada por radiação.

Como calcular Imposto de Renda

Embora o Imposto de Renda pareça complicado, o Governo Federal conseguiu simplificar o seu cálculo por meio de um sistema informatizado que facilita a vida dos cidadãos. No sistema da Receita Federal é só você inserir os dados solicitados na tela para obter o resultado do cálculo imediato.

Outra forma de fazer o cálculo é realizar o seguinte procedimento:

  • Pegue o valor do seu salário bruto
  • Multiplique pela alíquota do INSS
  • Diminua o valor de dedução para cada dependente
  • Multiplique pela alíquota do IR
  • Diminua a parcela a ser deduzida.

O resultado obtido é o seu cálculo de dedução do Imposto de Renda 2019. para mais detalhes, confira o simulador do imposto de renda 2019.


Cálculo Imposto de Renda 2019

Você pode aproveitar e utilizar o site da Receita Federal para fazer o cálculo do IRPF 2019. Para isso é só realizar os seguintes procedimentos:

  1. Acesse o site da Receita neste link (idg.receita.fazenda.gov.br/);
  2. A esquerda da sua tela, procure e clique na opção “download” que fica em “Centrais de Conteúdos”;
  3. Clique em “Receita.net”;
  4. Verifique o sistema operacional do seu computador e baixe o arquivo compatível;
  5. Em seguida, abra o programa e preencha corretamente todo o formulário;
  6. Não clique em “Enviar” (pois você logo verá o resultado do seu cálculo).

Com esta medida simples você já fica sabendo se terá direito a receber ou mesmo se terá que pagar algum valor ao leão. Deste modo, poderá se organizar melhor e cumprir corretamente com todos os procedimentos para ficar tranquilo ao final.

Lembre-se que se você estiver enquadrado nos requisitos de contribuintes que devem obrigatoriamente fazer a declaração do Imposto de Renda 2019 não poderá deixar de cumprir com esta obrigação, senão poderá ter problemas sérios com a Receita e acabar se comprometendo.

Fique atento aos prazos e não deixe para fazer a sua declaração do IRPF 2019 na última hora. Evite imprevistos!

Tem alguma dúvida? Deixe sua pergunta nos comentários abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Programa IRPF 2019

Programa IRPF 2019

Todos os anos, a Receita federal libera o programa IRPF 2019, para entrega da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física. Trata-se da plataforma em que o contribuinte deverá realizar a declaração de ajuste anual e remeter para a Receita Federal. O programa Imposto de Renda 2019 está disponível para as principais plataformas de dispositivos de mesa e móveis. Confira abaixo como instalar e utilizar o Programa para enviar a sua declaração.

Programa IRPF 2019
Programa IRPF 2019

Programa IRPF 2019

A declaração do IRPF 2019 é feita exclusivamente pela a internet, não existe outro meio de efetuar o documento, existe apenas duas maneiras de efetuar a sua declaração, uma delas é pelo o site da Receita Federal, onde será exigido matricula no e-CAC e certificado digital ou através do programa IRPF um software exclusivo para elaborar a declaração.

Para o ano de 2019 o download do programa será disponibilizado a partir do dia 23 de fevereiro. Uma das novidades é que desde 2018, o contribuinte não precisa mais do programa para envio da declaração, pois essa função foi agregada ao programa do RPF 2019.


Baixar Programa IRPF

A partir do dia 23 de fevereiro todos os contribuintes elegíveis a realizar a declaração do imposto de renda, poderão baixar o programa no site oficial da Receita Federal através do link a seguir www.idg.receita.fazenda.gov.br.

Download programa Imposto de Renda

  • Baixe o aplicativo oficial do site da Receita federal;
  • Abra a pastar downloads do seu computador, execute o aplicativo, ou programa, se for solicitado alguma autorização, clique em sim.
  • Uma janela pequena abrirá na tela e você será informado (a) que o aplicativo estar pronto para ser instalado, em seguida e só clicar em sim.

    Instalação Programa IRPF 2019
    Instalação Programa IRPF 2019
  • Na tela seguinte do instalador, basta clicar no botão “AVANÇAR”, será solicitado um local para armazenar o seu programa, no geral ser for feito pelo o padrão será instalado na sua pasta chamada de “arquivos de programas”, se quiser alterar o local instalado, basta selecionar procurar. Depois de escolhido o local, aperte em avançar.
  • Vale ressaltar que independentemente da localização do seu programa, um atalho será instalado na sua tela inicial.
  • Confirme todos os dados instalados e clique no botão avançar, finalize clicando em concluir.

E pronto! Seu programa está instalado.


Como funciona o programa IRPF?

O programa funciona de maneira bem simples e fácil, pode ser feito do seu computador, smartphone ou até mesmo um tablet.

Ser for sua primeira vez basta atualizar o programa e seguir o passo passo de preenchimento, o programa é bem simples e fácil de manuseio, ser for sua primeira vez é importante solicitar o auxílio de alguém que já fez alguma declaração.

Como Funciona Imposto de Renda 2019
Como Funciona

Aplicativo IRPF 2019

Se você tem mais acesso ao seu smartphone, você pode efetuar a sua declaração do imposto de renda através do seu celular, para isso, é preciso entrar no site da Receita Federal no link a seguir http://idg.receita.fazenda.gov.br/interface/cidadao/irpf/2017/download.

É efetuar o download do programa de acordo com o sistema operacional, desta forma, basta seguir o passo a passo e pronto! Sua declaração estará pronta para envio, em caso de dúvidas enquanto ao funcionamento e manuseio do aplicativo acesse o site da Receita Federal através do www.idg.receita.fazenda.gov.br.

Veja também como consultar o extrato Imposto de renda 2019 pela internet.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

IRPJ 2019: Declaração e Restituição

IRPJ 2019

Do mesmo jeito que toda a pessoa física deve fazer a declaração do IRPF, as pessoas jurídicas também têm a obrigação de prestar contas com a Receita Federal realizado a declaração do IRPJ 2019.

Então, não deixe de continuar acompanhando os próximos tópicos deste post e fique por dentro dos principais aspectos envolvidos na declaração do IRPJ. Acompanhe!

IRPJ 2019
IRPJ 2019

IRPJ 2019

O Imposto de Renda Pessoa Jurídica, ou simplesmente IRPJ, é obrigatório para toda a pessoa jurídica, sendo que a não declaração deste imposto pode vir a originar a aplicação de multas e outras penalizações graves para a empresa.

Durante a emissão da declaração do IRPJ, é importante que se tenha em conta o valor recolhido a partir dos rendimentos anuais da empresa, pois do mesmo jeito que na declaração de renda de uma pessoa física, nesse caso a alíquota estimada (15%) também recai sobre o lucro apurado.

Imposto de Renda de Pessoa Jurídica
Imposto de Renda de Pessoa Jurídica

Se por acaso um dos lucros mensais ultrapassar o limite de R$ 20.000,00, além da alíquota dos 15% aplicada ao lucro anual, outros 10% de alíquota serão aplicadas as parcelas que excederem esse limite

O IRPJ apresenta períodos bem abrangentes para a declaração, sendo que dependendo da preferência da pessoa jurídica, este imposto pode ser declarado a cada 3 meses, de forma anual ou ainda numa periodicidade trimestral.


Quem Deve Declarar o IRPJ 2019

Apesar de a lei estabelecer de um modo generalizado a declaração do IRPJ para todas as organizações que apresentam um Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), a verdade é que não são todas as empresas que devem fazer a declaração do IRPJ 2019.

Por exemplo, para as micro e pequenas empresas que apresentam como sistema de tributação o Simples Nacional, os recolhimentos ou tributações apresentam alíquotas bem reduzidas, uma vez que esta modalidade de tributação é direcionada para firmas de rendimento mediano.


Como Declarar o IRPJ

Diferindo da declaração do IRPF 2019, o IRPJ 2019 apresenta um procedimento de declaração do imposto denotado de um elevado grau de complexidade, o que se deve principalmente a maior quantidade de dados e documentação que é exigida nesse processo.

Justamente por conta desta complexidade verificada na declaração do IRPJ, é bastante recomendado que esse procedimento seja executado por um profissional contábil, pois com os conhecimentos deste profissional é possível reduzir ao máximo as chances de erros durante a emissão da declaração.

O site da Receita Federal também fornece um apoio neste quesito, disponibilizando um software que pode ser usado pela própria pessoa jurídica para a realização desta declaração sem erros.


Como Pessoas Jurídicas Inativas Declaram o IRPJ

Além da declaração do IRPJ 2019 por pessoas jurídicas ativas, este imposto também deve ser declarado por inativos, ou melhor, por empresas falidas e sem atividade nenhuma.

A entrega da declaração do imposto de renda 2019 no caso deste grupo de firmas, pode ser realizada de forma online pelo site da Receita Feral, segundo o seguinte processo:

  • Entre no site oficial da Receita Federal;
  • Insira o seu número de CNPJ e CPF;
  • Prossiga informando o código de segurança;
  • Por fim clique em “Confirmar” para seguir com a declaração do IRPJ 2019 na próxima página.


Restituição IRPJ

Durante a declaração do IRPJ podem surgir erros no que diz respeito ao valor pago em tributos, por conta disso, a Receita Federal, ou melhor, o Programa PER/DCOMP que possibilita a restituição do valor indevidamente pago em tributos pela pessoa jurídica.

Tenha Acesso a Restituição IRPJ 2019 clicando neste LINK.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Extrato INSS para Imposto de Renda 2019

Como tirar o extrato INSS do Imposto de Renda

A declaração do Imposto de Renda representa um dos principais deveres da pessoa física, e para poder exercer esse dever cívico, é necessário que o cidadão reúna alguns documentos, sendo que o Extrato INSS está enquadrado nesta lista.

Então, não deixe de acompanhar os próximos tópicos deste post e saiba como você pode obter esse documento de forma simples e garantir a declaração do seu imposto de renda dentro do prazo definido pela Receita Federal.

Como tirar o extrato INSS do Imposto de Renda
Como tirar o extrato INSS do Imposto de Renda

Extrato INSS para Imposto de Renda

O Extrato INSS é um documento muito importante para o beneficiário do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), visto que nele constam várias informações importantes que dizem respeito ao estado dos seus benefícios do segurado.

É justamente por conta dessas informações achadas no extrato INSS, que este documento é exigido na declaração do imposto de renda para comprovar o recebimento da renda provida pelos benefícios, como é o caso da aposentadoria e da pensão.

No extrato INSS constam todos os valores providenciados pela previdência durante o período compreendido entre 1 de Janeiro e 31 de Dezembro do ano passado.


Como Emitir o Extrato INSS para IRPF pelo porta MEU INSS

De modo a garantir uma verificação mais rápida do Extrato INSS, o Governo Federal disponibiliza uma plataforma online que possibilita a realização desta consulta por via da internet – Veja como você pode fazer a emissão do extrato INSS para IRPF por via do site do Instituto Nacional de Seguridade Social, logo abaixo:

  • Comece por acessar o site legítimo do INSS usando este link – https://meu.inss.gov.br/central/index.html#/;
  • Siga em frente selecionando o tipo de extrato e modelo que você pretende emitir;
  • Agora você deverá realizar o seu login no sistema do INSS usando a senha previamente cadastrada na plataforma;
  • Feito isso, a página do usuário será aberta, nela escolha o ano do extrato que desejas emitir;
  • Clique em “Visualizar extrato na tela” para acessar o documento.

Para fazer a impressão do Extrato INSS quando este estiver aberto no site, clique na opção indicada no canto superior da página – “Imprimir”. Também é possível fazer o download deste documento para fazer a sua impressão posteriormente, bastando para isso clicar na opção “Salvar Documento” em vez de “Imprimir”.


Aposentado do INSS Paga Imposto de Renda?

A resposta para essa pergunta varia de acordo com o aposentado beneficiado pelo INSS, sendo que no caso de quem recebe um benefício de aposentadoria superior aos R$ 1.903,98, a declaração do valor da aposentadoria como um rendimento susceptível a tributação é obrigatório, ao passe que para os aposentados que recebem uma quantia menor que essa mensalmente, este benefício é inseto de declaração.

No que diz respeito ao valor do rendimento anual, o mesmo estará isento de declaração se for inferior a R$ 24.751,74. O restante dos aposentados que usufruem de um valor superior a este, deverá colocar o seu rendimento anual como tributável na declaração do Imposto de Renda.

Vale também frisar que no caso de que é aposentado por invalidez, a declaração do valor da aposentadoria no Imposto de Renda não se faz necessária.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Imposto de Renda 2019

Imposto de Renda 2019

Imposto de Renda 2019 – No Brasil existem vários impostos que são pagos pelo cidadão brasileiro no seu cotidiano, seja na compra de um produto ou em outras operações, porém existem aqueles que devem ser pagos diretamente, como é o caso do Imposto de Renda 2019.

Sendo o imposto de renda um tributo obrigatório é necessário que ele seja saldado por todo cidadão dentro do prazo, pois o seu não pagamento pode originar complicações futuras.

Imposto de Renda 2019
Imposto de Renda 2019

Então, não deixe de acompanhar os próximos tópicos e entenda o que, como declarar e consultar o Imposto de renda, já a seguir:


O que é Imposto de Renda 2019

De um modo geral, o imposto de renda é um tributo pago a receita federal pelo contribuinte – que pode ser pessoa física ou jurídica – em forma de uma parcela do seu rendimento.

Por conta disso existem dois tipos de imposto de renda, o imposto de renda sobre pessoa Física – IRPF 2019 que é direcionado a trabalhadores e o Imposto de Renda sobre Pessoa Jurídica (IRPJ) que é focado nas empresas.

Lembrando que ambos são de pagamento obrigatório, e no caso de trabalhadores que não efetuarem a sua declaração imposto de renda 2019 pode haver consequências como a não liberação de empréstimos, não-aceitação em concursos públicos e barragem na emissão de alguns documentos.

Imposto de Renda 2019
Imposto de Renda

Quem Deve Declarar Imposto de Renda 2019

  • Apesar do Imposto de Renda ter uma contribuição de carácter obrigatória, ele não é pra todos, sendo que deve declarar o Imposto de renda quem estiver enquadrado num dos seguintes casos:
  • Contar com rendimentos tributáveis que ultrapassem os R$ 28.123,91 no ano de 2018;
  • Cidadãos que contam com rendimentos não tributáveis superiores a R$ 40.000,00 em 2018;
  • Pessoas físicas que viviam em outro país, mas que depois passaram a residir no Brasil;
  • Quem contar com uma receita bruta da atividade rural que ultrapasse os R$ 140.619,55;
  • Quem contar com bens de direitos como é o caso de imóveis, veículos, etc. com um valor acima dos R$ 300.000,00;
  • Pessoas físicas que tenham optado pela isenção do imposto de renda venda de imóveis residenciais, cujo valor venal tenha sido aplicado na compra de outro imóvel residencial, situado no Brasil;
  • Todo o cidadão brasileiro que tenha realizado alguma operação na bolsa de valores ou ainda no comércio de capitais.

Declaração Imposto de Renda 2019

A declaração desse imposto é o processo que consiste no seu pagamento, e esse ato de declarar o Imposto de Renda 2019 pode ser feito facilmente pela internet, sem precisar que você sai de casa.

Apesar de usar como meio para transmissão de dados a internet, a declaração não é feita num portal, mais sim num programa disponibilizado pela Receita Federal para esse efeito.

Confira o passo a passo de como proceder para declarar o Importo de Renda pelo seu programa, já a seguir:

  1. Acesse o Site da Receita Federal e realize o download do programa;
  2. Abra e instale o programa em seu computador;
  3. Agora o programa comece o processo de declaração preenchendo todos os campos de informações solicitados;
  4. Em seguida clique na opção “Declaração” e complete o processo clicando em “Gravar Declaração para Entrega À RFB”;

Feito isso, basta escolher a declaração que desejas gravar e clicar em “OK”, se tudo ocorrer corretamente, uma nova mensagem aparecerá na tela perguntando se você deseja realmente enviar a declaração, clique em “sim” para finalizar o envio.

Terminado todo esse processo de declaração do imposto, não esqueça de fazer a impressão do recibo.


Alíquota IRPF 2019

Alíquotas

Deve-se prestar atenção a um detalhe no Cálculo das alíquotas IRRF 2019. Caso o trabalhador se encaixe em alguma alíquota do Imposto de Renda Retido na Fonte, o valor da alíquota não incide totalmente sobre seu salário, mas sim, sobre as parcelas tributáveis.

Veja no exemplo:

Salário R$ 4.000,00

  • R$ 248,94 serão tributados efetivamente na faixa de 22%
  • R$ 924,39 serão tributados na faixa de 15%
  • R$ 922,66 serão tributados na faixa de 7,5%
  • R$ 1.903,98 são isentos de pagamento de imposto;
  • Alíquota efetiva: 6,6%.

As alíquotas são uma taxa que possui variação de acordo com o salário de cada pessoa, elas podem varias entre 7,5% a 27,5%. A maior alíquota é para as pessoas que recebem mais e a menor para as pessoas que recebem menos.


Tabela Imposto de Renda 2019

A tabela Imposto de renda 2019 é muito importante na hora de calcular esse imposto, pois é justamente atreveis dela que é possível saber a alíquota que deve ser considera no cálculo.

Sendo que para o cálculo é necessário primeiro subtrair a parcela deduzida e depois aplicar o percetual referente ao total base de cálculo.

Base de cálculo

Alíquota

Parcela a deduzir

Até 22.847,76
De 22.847,77 até 33.919,80 7.5 1.713,58
De 33.919,81 até 45.012,60 15 4.257,57
De 45.012,60 até 55.976,16 22,5 7.633.51
Acima de 55.976,16 27,5 10.432,32

Cronograma Imposto de Renda 2019

O cronograma do Imposto de Renda 2019 já foi divulgado pelo Diário Oficial da União, e a data limite para a emissão da DIRPF 2019 já foi estabelecida pra o dia 28/042019.

Sendo que a data para a disponibilização do programa responsável pela emissão da declaração ficou para o dia 23/02/2019, o que quer dizer que só será possível realizar o download do programa a partir deste dia.


Consulta Imposto de Renda 2019

Consulta IRPF 2019A consulta Imposto de Renda 2019 é muito importante para as pessoas físicas que pretendem saber se tem direito a restituição deste imposto. Essa consulta pode ser feita facilmente bastando seguir o passo a passo descrito, já a seguir:

  1. Acesse o da Receita Federal clicando AQUI;
  2. Agora insira o seu CPF;
  3. Coloque o ano da restrição que você deseja consultar;
  4. Informe a sua data de nascimento;
  5. Digite o código de segurança gerado automaticamente pelo site;
  6. Por fim, termine a consulta clicando em “Finalizar”.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Tabela Imposto de Renda 2019

Tabela Imposto de Renda 2019

Tabela Imposto de Renda 2019 – Todos os anos, o Governo Federal divulga a tabela do imposto de renda 2019. O documento contém as alíquotas de contribuição para os contribuintes e alíquotas de isenção. Além disso, a tabela Imposto de renda 2019 define quais os contribuintes terão o imposto retido na fonte de pagamento. Confira abaixo tudo o que você precisa saber sobre a tabela Imposto do IRPF.

Com a chegada de um novo ano os brasileiros já se preparam para declarar o imposto de renda. O IRPF é uma das mais importantes fontes de arrecadação da União, e incide sobre os rendimentos tributáveis do contribuinte.

Tabela Imposto de Renda 2019
Tabela Imposto de Renda 2019

O imposto de renda é um valor cobrado a todos os trabalhadores que excederam o valor da alíquota de isenção da Receita Federal. Por isso, é preciso ficar bem atento aos prazos para realizar a sua declaração.


Quem deve declarar o IR?

Quem deve declarar o imposto de renda 2019A declaração do imposto de renda 2019 deve ser enviada por qualquer cidadã que se enquadre em algum dos requisitos litados abaixo. Lembrando que, mesmo que o contribuinte seja obrigado a enviar a sua declaração para a Receita, isso não significa, necessariamente, que terá algum imposto a pagar.

Quem deve declarar o imposto de renda:

  • Quem realizou operações financeiras na bolsa de valores ou operações no mercado de capitais;
  • Que tem bens e direitos – Tais como terras, casas e carros – Cujo o valor de venda somado ultrapasse o limite de R$ 300.000,00.
  • As pessoas que tem rendimentos não-tributáveis no ano anterior, cuja soma do valor supere R$ 40.000,00.
  • Quem teve rendimento tributável durante o ano de 2019, cujo o valor superou a faixa de R$ 28.123,00.
  • Que teve, em 2019, rendimentos brutos oriundos da atividade rural, que superem o valor de R$ 140.619,55;
  • Trabalhadores rurais que compensarem, em 2019, prejuízos da atividade rural de anos anteriores;
  • Contribuintes estrangeiros que passaram a residir no Brasil em 2019.

Em qualquer dos casos acima, o envio da declaração de ajuste anual do imposto de renda será obrigatório.

É importante se atentar as datas que deve realizar a sua declaração, para não receber multas da Receita Federal.


Tabela Imposto de renda 2019

A tabela de alíquotas progressivas do IRPF 2019, divulgada pela Receita Federal, define os valores de contribuição do trabalhador, de acordo com a renda anual tributável. A incidência das alíquotas é progressiva, ou seja, quanto maior os ganhos do trabalhador, maior será o imposto pago pelo mesmo.

As alíquotas do tributo variam entre 0 e 27% sobre os rendimentos tributáveis do contribuinte

Tabela Imposto de Renda 2019:

Base do Cálculo Alíquota Parcela a deduzir
Até R$ 22.847,76
De R$ 22.847,77 até R$ 33.919,80 7,5% R$ 1.713,58
De R$ 33.919,81 até R$ 45.012,60 15% R$ 4.257,57
De R$ 45.012,61 até R$ 55.976,16 22,5% R$ 7.633,51
Acima de R$ 55.976,16 27,5% R$ 10.432,32

Lembrando que os valores da tabela são os mesmos de anos anteriores, pois as alíquotas não foram reajustadas. Desde 2015 houve congelamento na tabela do imposto, e q cada ano cresce ainda mais a defasagem do imposto.


Tabela IRRF 2019

A tabela oficial do IRRF 2019 ainda não foi divulgada pela Secretaria da Receita Federal. O valor do imposto de Renda 2019 retido na fonte, entretanto, não sofre reajustes desde 2015. Por esse motivo, a tabela do IRRF já acumula uma defasagem superior a 90%.

Segundo a nova tabela do imposto de renda 2019, estarão isentos os trabalhadores que, em 2018, tiveram renda mensal de até R$ 1.903,98. Confira abaixo a nova tabela progressiva do imposto de renda retido na fonte:

Base de Cálculo Alíquota Parcela a Deduzir do IR
Até R$ 1.903,98
De R$ 1.903,99 até R$ 2.826,65 7,5% R$ 142,80
De R$ 2.826,66 até R$ 3.751,05 15% R$ 354,80
De R$ 3.751,06 até R$ 4.664,68 22,5% R$ 636,13
Acima de R$ 4.664,68 27,5% R$ 869,36

O Imposto retido na fonte incide sobre os rendimentos do trabalhador. Ao final do ano, se tiver deduções, o contribuinte poderá ter rendimentos a receber de volta, através da restituição do tributo.

Os contribuintes que possuem renda mensal de até R$ 1.903,98 são isentos de pagar o IR, dessa forma, as pessoas que recebem até ou igual a este valor são considerados isentos.

O Cálculo do imposto de renda faz referência ao ano anterior sempre, neste caso leva-se em consideração os rendimentos do ano de 2017.

Confira também como emitir o extrato IRPF 2019.


Imposto Retido na Fonte

O IR, mais conhecido como o imposto de renda é um valor recolhido pelo o Governo Federal, anualmente. No Brasil esse imposto é cobrado desde da década de 20, onde o contribuinte detalha todos os seus gastos que obtiveram durante o ano, em seguida todos esses valores são homologados por uma autoridade fiscal da Receita Federal.

Onde é feito uma checagem de todas as informações prestadas pelos os agentes da Receita Federal.


Para quem é útil a tabela?

A tabela é útil para todos os contribuintes e os isentos, pois é através da mesma que você consegue visualizar qual é a alíquota que faz incidência a sua categoria salarial, desta forma, o desconto ocorre em cima do mesmo.

Anualmente essa tabela é atualizada é os valores sofre reajuste também, é importante estar de olho nas atualizações da mesma, vale lembrar, que é através da tabela que os usuários isentos têm conhecimento de que não precisam declarar o imposto de renda, em caso de dúvidas ou queira saber mais sobre o imposto de renda e obter outras informações acesse o site oficial da Receita Federal através do www.idg.receita.fazenda.gov.br.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

IRPF 2019

Imposto de Renda

O IRPF 2019 é uma contribuição que é coordenada pela Receita Federal, órgão do governo brasileiro. Todo ano, uma parcela dos brasileiros precisa declarar sua renda a Receita Federal para estar em dia com suas obrigações civis. A declaração de Ajuste anual do Imposto de Renda 2019 ocorre no mês de Abril, e terão de declarar os rendimentos para a Receita todos os brasileiros com rendimentos superiores a R$ 28.123,91, o piso da declaração do IRPF 2019. Para entender mais sobre o assunto, leia o texto abaixo:

IRPF 2019
IRPF 2019 – Declaração de Ajuste anual do Imposto de Renda 2019

O órgão da Receita Federal sempre passa as informações para que o cidadão faça a declaração do imposto de renda de forma correta e outros assuntos relevantes ao tema. Para quem ainda tem dúvidas de como funciona o IRPF 2019, vamos abordar o tema aqui neste artigo.

Pelo site na internet da Receita o cidadão consegue consultar várias informações sobre o imposto de renda para que o contribuinte tenha maior facilidade para declarar o IRPF 2019 e não precisar perder tempo para se descolar até um posto de atendimento do órgão.


O que é IRPF 2019?

O IRPF é um programa do governo federal, com administração da Receita Federal que cobra uma quantia anualmente de uma parcela dos trabalhadores brasileiros que tem um rendimento acima de um valor estipulado pelo próprio governo.

Imposto de Renda

Todo ano essa parte de trabalhadores precisa declarar o imposto de renda e, para isso, precisa baixar um programa no seu computador que é desenvolvido pela própria Receita Federal. Algumas pessoas têm facilidade para fazer a declaração, outros passam maiores dificuldades, dependendo da renda e do patrimônio de cada pessoa.

A declaração do IRPF 2019 é feita de forma online, através do programa IRPF 2019 desenvolvido pelo órgão. O contribuinte pode fazer diretamente pelo site da Receita Federal ou pelo software. A Receita também tem desenvolvido mecanismos para que o cidadão consiga fazer e enviar a sua declaração através de seu smartphone.


Quem deve declarar IRPF 2019

Quem deve declarar o imposto de renda 2019Somente uma parcela dos trabalhadores brasileiros precisam fazer a declaração do imposto de renda 2019. Contudo, se o cidadão se encaixa em pelo o menos um dos critérios exigidos, então é preciso fazer a declaração do IRPF 2019.

  • As pessoas que receberam no ano de 2017 mais de R$ 28.559,70 no ano todo deve fazer a declaração. Isso daria em média uma renda mensal mínima de R$ 1.903,98, e isso pode encaixar aposentados, pensionistas e trabalhadores em geral.
  • Os cidadãos que possuem um valor acima de R$40.000 reais não tributáveis, ou seja, rendimentos que não geram lucros e nem valor líquido, também devem declarar.
  • Para os trabalhadores rurais, o critério é um pouco diferente. Caso o rendimento bruto anual seja maior que R$128.308,50 é preciso fazer a declaração.
  • Investidores de bolsas de valores, mercado de capitais ou setores do tipo também precisa declarar;
  • Quem possui imóvel ou terrenos de valor maior que R$300 mil.

Algumas pessoas podem optar por não precisar pagar o imposto de renda sobre o valor da venda de algum imóvel, desde que compre outro imóvel no país dentro de 180 dias.


Declaração IRPF 2019

Para sustentar todo o aparato do Estado, as políticas públicas, saúde, educação, segurança, programas sociais, dentre outros, o governo precisa buscar formas de sustentar todos esses custos e investimentos e, normalmente isso é feito através de impostos.

O cidadão que está dentro das regras exigidas para pagar e declarar o imposto de renda, vai custear todos esses gastos e investimentos feito pelo país. A lógica é que quanto mais você recebe, mais vai precisar contribuir para o Brasil.

Em 2019 a Receita Federal estipula que cerca de 30 milhões de cidadãos são contribuintes ao imposto de renda e precisam realizar a declaração. O trabalhador que estiver dentro das regras para contribuir e não fizer a declaração terá graves problemas com a Receita Federal, pois a sonegação de impostos é considerada crime.


Isenção do Imposto de Renda 2019

É normal que nem todas as pessoas precisem realizar a declaração do Imposto de Renda. A Receita Federal normalmente dispensa pessoas que não se encaixam em determinado representações. Para ser isento de forma total do IRPF é preciso:

  • Ser diagnosticado com algumas dessas doenças: doença de Paget em estado avançado, nefropatia grave, alienação mental, neoplasia maligna, doença de Parkinson, fibrose cística (mucoviscidose), contaminação por radiação, cegueira, AIDS, tuberculose ativa, espondiloartrose anquilosante, esclerose múltipla e cardiopatia grave;
  • Ter uma renda mensal máxima de R$ 1903,98 – um pouco mais do valor de dois salários mínimos;
  • Portar algumas doenças graves enquadrado no regime da Lei 7.713/88;
  • Ter um rendimento que seja proveniente de aposentadoria, pensão por morte ou reforma (militar).

Restituição Imposto de Renda 2019

A Restituição do Imposto de Renda é conhecida como o direito que cada contribuinte possui de receber da Receita Federal o valor da declaração excedente.

Depois que você realizar a Declaração do Imposto de Renda, a Receita Federal realizar os cálculos e quantos mais deduções você tiver, como dependentes, despesas médicas, etc, mais descontos serão dados a você.

O Governo disponibiliza anualmente uma lista que possui o nome e a relação dos contribuintes que devem receber a restituição. Além de ser divulgada, a lista também fica disponível para consulta no site da Receita Federal (http://idg.receita.fazenda.gov.br/). Acesse a lista e confira se você tem direito de receber a restituição.


Alíquotas Imposto de Renda 2019

Foi divulgado pela Receita Federal a tabela de alíquotas do Imposto de Renda 2019.

  • Neste ano os contribuintes que tiveram a renda anual de até R$ 22.847,76 estão isentos de pagar o Imposto de Renda;
  • Os contribuintes que tenham ficado entre o intervalo de R$ 22.847,77 a R$ 33.919,80 com as suas rendas tributáveis, deverão pagar o Imposto com alíquota de 7,5%;
  • Quem teve como a renda anual entre R$ 33.919,81 a R$ 45.012,60, terá que pagar o Imposto com alíquota de 15%;
  • Já os contribuintes com renda entre R$ 45.012,61 a R$ 55.976,16, irão pagar o Imposto com a alíquota de 22,5%;
  • E por último, os contribuintes com renda maior que R$ 55.976,16 irão pagar o Imposto com alíquota de 27,5%.

Você também pode conferir as alíquotas na seguinte tabela:

Base de cálculo (R$) Alíquota (%) Parcela a deduzir do IRPF (R$)
Até 22.847,76
De 22.847,77 até 33.919,80 7,5 1.713,58
De 33.919,81 até 45.012,60 15 4.257,57
De 45.012,61 até 55.976,16 22,5 7.633,51
Acima de 55.976,16 27,5 10.432,32

Também foi divulgado pela Receita Federal a tabela do Imposto de Renda e alíquotas mensais a serem pagas, confira:

Base de cálculo (R$) Alíquota (%) Parcela a deduzir do IRPF (R$)
Até 1.903,98
De 1.903,99 até 2.826,65 7,5 142,80
De 2.826,66 até 3.751,05 15 354,80
De 3.751,06 até 4.664,68 22,5 636,13
Acima de 4.664,68 27,5 869,36

Imposto de Renda Pessoa Física e Pessoa Jurídica

A Receita Federal tributa pessoas físicas e jurídicas, mas a maneira com que a tributação é realizada ocorre de maneira diferente. Confira:

  • Cobrança do Imposto de Renda para pessoa jurídica:

São consideradas pessoas jurídicas as seguintes:

  • Órgãos do Governo;
  • Empresas;
  • Igrejas;
  • Sociedades;
  • Partidos Políticos.

O Imposto de Renda nesse caso é cobrado de maneira diferente, através do IRPJ 2019.

Das empresas é cobrado somente o Imposto de Renda sobre os seus rendimentos mensais.

Devemos lembrar que há diferença entre os rendimentos da empresa e dos donos da empresa, eles não são os mesmos. Dessa maneira, os rendimentos da empresa não devem ter influência sobre a pessoa física, proprietário ou sócio da empresa.

Os rendimentos respectivos à participação dos lucros de pessoa jurídica não são tributáveis pelo Imposto de Renda 2019 Pessoa Física, pois já foram tributados anteriormente pelo Imposto de Renda Pessoa Jurídica.

  • Cobrança do  Imposto de Renda 2019 para pessoa física:

O Imposto de Renda para pessoa física é cobrado através do IRRF (Imposto de Renda Retido na Fonte) e através da declaração de ajuste anual do Imposto de Renda (DIRP).

Em primeiro caso, será descontado da folha de pagamento do trabalhador, já na segunda situação, será cobrado todo o ano sobre outros valores do Imposto de Renda.


Tabela IRPF 2019

Tabela IRPF 2019O imposto de renda é uma contribuição descontada na folha salarial dos trabalhadores registrados com carteira assinada e que recebem acima do valor mínimo exigido para a contribuição e declaração.

O IRPF 2019 é um imposto que é usado para investimentos em políticas públicas para o cidadão como saúde, educação, segurança, dentre outros. A alíquota do imposto de renda muda de acordo com o salário do trabalhador e essa informação é muito importante na hora da declaração do IRPF.

Base de cálculo (R$) Alíquota (%) Parcela a deduzir do IRPF (R$)
Até 22.847,76
De 22.847,77 até 33.919,80 7,5 1.713,58
De 33.919,81 até 45.012,60 15 4.257,57
De 45.012,61 até 55.976,16 22,5 7.633,51
Acima de 55.976,16 27,5 10.432,32

Como declarar o Imposto de Renda

Para realizar a Declaração do Imposto de Renda é muito simples, inicialmente você deve:

  • Realizar o download do programa IRPF 2019.

Existem duas maneiras para realizar a sua declaração, são elas:

  • Através das versões para Android e IOS pelo os dispositivos móveis;
  • Através da versão MAC e Linux para computador.

Download Programa IRPF 2019 – Para Computador

Aplicativo do Imposto de Renda 2019 para celular

Se você quiser realizar a declaração do Imposto de Renda através do celular, basta baixar o aplicativo da Receita Federal, veja como fazer abaixo:

  • Abra a loja de aplicativos do seu dispositivo;
  • Procure pelo programa “IRPF”;
  • Faça o download do aplicativo;
  • Depois de realizar a instalação preencha o que foi solicitado.
IR 2019 Celular
IR 2019 Celular

Cronograma IRPF 2019

Todo ano o cidadão precisa cumprir o cronograma com as datas específicas para fazer a declaração. Caso o contribuinte perca os prazos ele será obrigado a pagar uma multa pesada, que pode chegar a 50% do valor do imposto devido.

No dia 2 de março de 2019 a Receita Federal começa a receber declarações do IRPF pelo programa. No dia 28 de abril de 2019 será o último dia para receber a declaração do IRPF.

As restituições do imposto de renda 2019 começam a ser pagas a partir do dia 16 de junho, até os lotes residuais, liberados em 15 de dezembro. Veja o calendário abaixo, liberado pela Receita Federal:

Calendário Restituição IRPF 2019
Calendário Restituição IRPF 2019

Informe de rendimentos do Imposto de Renda 2019

Uma dúvida frequente de quem se aposentou recentemente é sobre a declaração dos benefícios do INSS.

Informe de Rendimentos INSS 2019
Informe de Rendimentos INSS 2019

Preciso declarar a aposentadoria no IRPF?

Sim. A aposentadoria, e qualquer outro benefício previdenciário também precisa ser declarada. Funciona da mesma forma que qualquer outro rendimento.

Para declarar, será necessário emitir o extrato INSS 2019 para realizar o lançamento dos valores na DIRF. O extrato pode ser retirado em postos de atendimento da previdência, ou pelo próprio portal do INSS.


Como Consultar a Restituição

Se você tiver direito a restituição, é possível consultar a data em que o pagamento será efetuado em sua conta através do portal da Receita Federal.

A consulta da Restituição do Imposto de Renda pode ser realizada da seguinte maneira:

  • Acesse o portal da Receita Federal através do site: http://www.receita.fazenda.gov.br;
  • Informe seu CPF;
  • Escolha o período da restituição;
  • Preencha sua data de nascimento e o código da imagem;
  • Clique em “Consultar”.

Malha Fina do Imposto de Renda

Caso haja informações preenchidas erradas ou que não sejam compatíveis na sua declaração do Imposto de Renda, você tem a chance de cair na Malha Fina 2019.

Esse procedimento serve para apurar possíveis incorreções no preenchimento da declaração, ou tentativas de sonegar o imposto de renda. Se houver alguma irregularidade o contribuinte pode ter que pagar multas. Então tome muito cuidado e preencha todas as informações corretas, para que você não seja sujeito a cair na Malha Fina.

Malha Fina IR 2019
Malha Fina IR 2019

Caso o cidadão perceba algum erro ao enviar a declaração, o mesmo deve enviar o quanto antes uma retificação ao Imposto de Renda e corrigir o erro, evitando assim diversos problemas.

Se o contribuinte quer saber se a sua declaração caiu na Malha Fina, é possível de duas formas, confira:

  • Realizando uma consulta a Restituição de seu imposto de renda. Caso a restituição apareça no sistema, é um sinal que por sorte você não caiu na malha fina, mas se você for avisado que existem pendências em sua declaração, vá atrás de alguém que possa lhe ajudar, por exemplo um contador, que ira lhe informar como regularizar a situação;
  • Realizar um ligação para o número 146, telefone da central de atendimento da Receita Federal.

Consulta IRPF 2019

Consulta IRPF 2019No site oficial da Receita Federal o órgão divulga os valores mínimos para a declaração e quanto é a alíquota para cada valor, tudo de forma fácil e tabelada. Pela tabela o cidadão saberá os valores cobrados, as parcelas deduzidas e a porcentagem da alíquota.

O cidadão também poderá baixar o programa de software que a Receita Federal disponibiliza para instalar no computador para fazer a declaração. O órgão disponibiliza tanto a tabela atualizada do ano atual como as tabelas dos anos anteriores.

A tabela do IRPF de 2019 deve ser divulgada em breve, já que o início para a declaração começa no mês de março. Tanto a Receita Federal como os órgãos ligados ao imposto e a imprensa irão divulgar a tabela de 2019 assim que ela sair.

  • Primeiramente a tabela do IRPF de 2019 é divulgada no Diário Oficial da União, o DOU;
  • Logo em seguida no site oficial da Receita Federal e depois nos demais órgãos importantes;
  • Para saber mais informações sobre a tabela, a declaração, entre outros pode acessar o site oficial da Receita http://idg.receita.fazenda.gov.br/.

Pelo site o cidadão poderá fazer a declaração diretamente pelo portal, caso tiver o certificado digital. Ou pode baixar o programa de software criado pela própria Receita Federal para fazer a declaração do imposto de renda 2019.


Multa pro Atraso na Entrega

É indispensável que a declaração do Imposto de Renda seja entregue dentro dos prazos. O não cumprimento do prazo de entrega pode acarretar multa de até 20% sobre o valor devido.

Se houver o atraso da declaração, o contribuinte tem até 30 dias para realizar o pagamento. Caso contrário, será cobrado juros, com base na taxa Selic. Nesse caso,  deve-se emitir o Darf atualizado.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...